Cuidado ao ensinar programação para as crianças

Tempo de leitura: 1 minuto

Revisitando Piaget

Segundo Piaget, entre 8 e 14 anos é que a criança  está no estágio cognitivo operatório-formal, onde a abstração começa a estabelecer relações a partir das vivências com o concreto, sendo possível formular hipóteses e lógica. Saiba mais

Atualmente, algumas escolas,  estão investindo em atividades pedagógicas que usam recursos de  programação de computadores, seja com Blocos ou Plataformas. A grande questão é quando ensinar esses processos abstratos de variáveis, laços de repetição, entre outros; próprios da programação de computadores.

Sugiro que esse processo só seja iniciado na adolescência ou até mesmo na juventude, para os responsáveis que quiserem utilizar algum tipo de atividade para “ensinar computadores”, pense em algo que possa ser feito com blocos (como S4A, amici ou ardublock) que controle, “ensine”, um robô concreto (feito com arduino, por exemplo), sendo assim, a criança poderá interfacear algo concreto, material; diferente das imagens e animações projetadas na tela do computador ou tablet, que comumente exigem abstrações.

 Obs. Comente esse post, se quiser conhecer experiências com Arduino e Amici, fale do seu interesse que farei tutoriais.

Deixe uma resposta